Industria em Angola

 

O desenvolvimento da industria em Angola está assente na criação de ZEE – Zonas económicas exclusivas, polos industriais e áreas empresariais a edificar por todo o país.

Industria em Angola

A industria em Angola é tida como sector prioritário aberto ao investimento estrangeiro o qual pode celebrar parcerias publico privadas, estando a ser alvo de programas de incentivos por parte do estado e a receber altíssimos valores de investimento para o seu desenvolvimento.

Zonas Económicas Especiais – ZEE

ZEE – Zona económica especial Luanda – Bengo

Sediada numa área de 8.300 ha no kilometro 30 da estrada de Viana, a cerca de 30 km do centro de Luanda próxima do futuro aeroporto, servida por linha férrea, teve um oçamento de 50 milhões de dolares.

Está previsto que possam ser integradas nas ZEE empresas / investimentos estrangeiros com vista a instalar actividade industrial usufruindo dos benefícios consagrados ao investimento estrangeiro pela ANIP e ainda a possibilidade de usufruir de um regime fiscal especial.

Decreto Presidencial de aprovação da Zona Económica Especial Luanda-Bengo

Polos industriais

Polos Industriais

Os polos Industriais que já se encontram criados ou em fase de criação:

  • Viana – Luanda sul
  • Cacuaco – Luanda norte
  • Catumbela – Benguela
  • Futila – Cabinda
  • Lucala – Kwanza norte
  • Caála – Huambo
  • Matala – Huila
  • Icolo – Bengo
  • Bengo – Bengo
O investimento estrangeiro encaixa-se na industria em Angola como factor de desenvolvimento estratégico nacional.

Unidades fabris vão-se multiplicando e alimentando o sector da industria em Angola, por todo o país vão aparecendo com respecial relevo no PIV – polo industrial de Viana cuja lotação actualmente ascende a 100 unidades em plena laboração ligadas à metalomecânica, camionagem, embalagens, tintas, vernizes e revestimento, materiais de construção, cosméticos, panificadoras, fábrica de blocos, sofás, colchões, mobiliários, tubos, sabão e artefactos de plásticos.

Para o PIV – Polo Industrial de Viana estão já a caminho mais 500 industrias que celebraram contrato para se instalação numa área total de cerca de 3000 ha.

A industria em Angola ligada ao sector agro-industrial tem grande potencial uma vez que este é quase inexistente e o sector agrícola encontra-se em franca expansão, a Nestlé por exemplo já tomou a sua opção.

O World Trade Center vai instalar-se num complexo imobiliário comercial e residêncial na zona do PIV promovido pela Parkgest empresa criada no âmbito das parcerias publico privadas cujos accionistas são o próprio  WTC, a Cosmonet Distrubuidora, vários empresários Angolanos e o Ministério da Geologia, Minas e Indústria.

Oportunidades

As oportunidades da Industria em Angola

Uma análise mais detalhada às importações Angolanas permite com facilidade identificar inúmeros sectores industriais oportunos que virão futuramente a servir o mercado interno, as importações são constituídas por um vasto leque de produtos, dos quais se destacam os seguintes grupos:

  • Máquinas e equipamentos mecânicos e eléctricos (25,3%)
  • Obras de ferro fundido ferro ou aço (7%)
  • Veículos automóveis e partes (6%)
  • Combustíveis e óleos minerais (5,1%)
  • Carnes e miudezas comestíveis (4,5%)

Este conjunto de produtos foi responsável por 48% das importações totais de Angola no ano de 2011.

No entanto a oportunidade não se reduz apenas ao mercado interno, mas também a países vizinhos que começam a apresentar níveis de desenvolvimento e por isso poderem vir a ser considerados como mercados de escoamento das actividades da industria em Angola.

Com o aparecimento das ligações rodoviárias e linhas de comboio recentes, a instalação de industrias nas Províncias de Angola passaram a ter toda a viabilidade para os casos de se pretender tirar proveito de um mercado cuja concorrência é praticamente inexistente ou quando a sua localização deva ter proximidade com a fonte da matéria prima.

Regressar